Com imigração muçulmana, Europa registra aumento assustador de ataque aos cristãos 

Segundo uma pesquisa feita pela Pew Research Center em 2017, a população muçulmana em alguns países da Europa e no continente em geral pode triplicar até 2050, representando até 14% do total, como resultado da recente migração em massa de povos vindos das regiões islâmicas do Oriente Médio e da África.

Uma das consequências da migração quase desenfreada é o aumento da intolerância religiosa contra os cristãos em plena Europa, segundo um relatório publicado recentemente pela organização Evangelical Focus, o qual demonstra o crescimento assustador de ataques às igrejas cristãs na França, Reino Unido, Itália e Alemanha, entre outros países.

 “Reconhecemos que aqueles que praticam essas ações estão zangados com a igreja, ou por algum motivo, direcionam sua raiva para o Cristianismo e outras religiões”, informou o jornal The Guardian, um dos maiores do mundo, que citou também ataques na Áustria e Polônia.

Leia mais...

Acusação de “blasfêmia” contra o Alcorão tem sido um meio para condenar cristãos 

A perseguição religiosa aos cristãos possui várias vertentes. Antes de sofrer danos físicos, por exemplo, como a extrema violência praticada pelos terroristas do Estado Islâmico ou do Boko Haram, que seguem o Alcorão, livro sagrado para os muçulmanos, os cristãos são vítimas de uma escalada de narrativas, como a acusação de “blasfêmia”, que tem como objetivo restringir seus direitos e legitimar os atos de violência.

Um dos casos mais emblemáticos nesse sentido é o da cristã Asia Bibi, que permaneceu presa por quase dez anos no Paquistão, após ser acusada de “blasfêmia” em 2009, simplesmente por questionar os feitos de Maomé, considerado profeta pelos muçulmanos.

Falando pela primeira vez após a sua libertação, direto do Canadá, onde agora vive como refugiada com a sua família, Bibi destacou como a acusação de “blasfêmia” é usada para perseguir os cristãos em seu país.

Leia mais...

China faz igrejas trocarem Dez Mandamentos por citações do líder comunista Xi Jinping 

Cristãos de todo o mundo têm assistido a escalada da perseguição comunista aos seguidores de Jesus na China. A mais recente investida do governo envolve a substituição dos Dez Mandamentos dados por Deus a Moisés por frases do presidente Xi Jinping.

As igrejas da província central de Henan, na China, foram forçadas a substituir os Dez Mandamentos pelas citações de Xi Jinping, revelou a revista de direitos humanos Bitter Winter.

A publicação relatou que os Dez Mandamentos foram removidos de quase todas as igrejas da região e locais de reunião em um município da cidade de Luoyang e substituídos pelas citações do presidente como parte dos esforços do Partido Comunista da China para “sinicizar” o Cristianismo.

Leia mais...

Cristão é espancado pela família após abandonar o islamismo: “Eles iam me matar.” 

Se a perseguição religiosa aos cristãos é algo difícil de tolerar quando parte de estranhos, o que dizer dessa mesma intolerância promovida pelos próprios familiares? Esse é o testemunho de um jovem cristão que agora precisa viver como refugiado, sob proteção, após abandonar o islamismo para seguir a Jesus Cristo.

O rapaz de 20 anos identificado pelo nome fictício de Asuman Kaire, por razões de segurança, morava na vila de Lelya-A, no distrito de Kibuku, em Uganda, país localizado na África.

Há cerca de dois anos Kaire abandonou o Islamismo para se converter ao Cristianismo. Desde então ele vivia com a sua fé em segredo por causa dos próprios familiares, considerados radicais, até que a sua conversão foi revelada por um colega de classe e chegou aos ouvidos do seu pai.

Leia mais...

Cristãos foram presos e depois assassinados por usarem crucifixo em país da África 

O nível de intolerância aos cristãos em algumas regiões da África ultrapassa a barreira de qualquer respeito aos direitos humanos. A simples utilização de um colar com um pingente da cruz pode significa a morte em países como Burkina Faso, onde quatro seguidores de Jesus foram presos e depois assassinados por usarem um crucifixo.

Um grupo de homens armados “não identificados”, segundo a organização Portas Abertas, entrou na vila de Bani, localizada a cerca de dez quilômetros da cidade de Bourzanga.

Segundo testemunhas, os homens renderam a todos e perguntaram seus nomes, procurando por símbolos cristãos ou qualquer coisa associado à fé em Jesus, até que encontraram quatro pessoas.

Leia mais...

China: cristãos foram presos, torturados e forçados a falar mal de pastores 

perseguição religiosa aos cristãos na China vai muito além da restrição das liberdades individuais, como a proibição da venda de Bíblias e do evangelismo em praça pública. Ela também envolve os vínculos sociais entre amigos, familiares e irmãos de fé.

Segundo informações da organização China Aid, que auxilia os cristãos perseguidos na China e em outros países, cerca de 150 seguidores de Jesus, todos membros da Early Rain Covenant Church (ERCC), foram presos e submetidos à condições degradantes física e psicologicamente.

Entre os detidos injustamente, supostamente por praticarem uma religião de forma “clandestina”, leia-se: sem o controle do Partido Comunista Chinês (PCC), estava o pastor Wang Yi, líder da congregação.

Leia mais...

Hindus atacam família cristã, torturam marido e ameaçam queimar viva a sua esposa 

A perseguição religiosa sofrida pelos cristãos na Índia não escolhe sexo, idade ou região. Quanto mais partidos ultra-nacionalistas se fortalecem no país, pregando a “pureza” cultural hindu e a rejeição de qualquer outra religião que não seja a miríade de crenças hinduístas, a intolerância religiosa também aumenta.

Um caso recente denunciado em um relatório da The Timothy Initiative (TTI), organização que monitora os índices de perseguição religiosa na Índia e auxilia os cristãos agredidos, demonstra como anda o nível de crueldade do radicalismo indu no sétimo maior país do mundo.

Manoj e sua esposa, Geeta, ambos cristãos recém-convertidos ao Evangelho de Jesus Cristo, estavam na casa deles junto o filho do casal, uma criança pequena, quando foram surpreendidos por um grupo de radicais hindus que invadiu à residência e arrastou o pai de família para fora.

Sem seguida, a esposa e o filho de Manoj também foram levados para fora do recinto. “Desista de Cristo”, disse o líder do grupo radical. O cristão, no entanto, manteve a sua fé. Com isso, os hindus partiram para a violência física.

Leia mais...

Cristãos são mortos por muçulmanos ao saírem de culto evangélico, na Nigéria

 

0SHARES

A onda de ataques contra os cristãos promovida por muçulmanos fundamentalistas, na Nigéria, parece estar fora de controle. Dessa vez, dois cristãos foram mortos ao caírem em uma emboscada, logo após saírem de um culto evangélico, segundo informações da  Morning Star News divulgadas na última quarta-feira (14).

Ibrahim Weyi, 45, e Larry More de 53 anos, estavam retornando para casa após saírem da Igreja Evangélica Winning All, em Kwall, estado de Plateau. Ambos estavam em uma motocicleta quando foram surpreendidos pelos muçulmanos do grupo “Fulani”.

Samuel Weyi, de 23 anos, também sofreu o ataque, mas conseguiu escapar com vida. Ele é uma das dezenas de testemunhas que já foram vítimas do grupo “Fulani” na região, cada vez mais conhecido pela frequência dos ataques e a violência dos métodos de tortura e assassinato empregados por ele.

Leia mais...

Pastor é libertado após 11 anos preso por não negar a Jesus Cristo em país de maioria muçulmana

 

0SHARES

A história do pastor Oqbamichel Haiminot é chocante para qualquer pessoa que entende o valor da liberdade humana, especialmente a religiosa. Ele passou 11 anos preso injustamente, após uma onda de perseguição aos cristãos que resultou no fechamento de várias igrejas cristãs na Eritreia.

Considerado o sexto pior país do mundo para os cristãos viverem, segundo a lista de perseguição mundial publicada este ano pela organização Portas Abertas, o Estado da Eritreia, como é conhecido oficialmente, é um país de maioria muçulmana e está localizado no Nordeste da África.

O pastor Oqbamichel Haiminot, que é presidente da Igreja Kale Hiwot (Palavra da Vida) em Asmara, casado e pai de três filhos, foi preso quando participava de uma cerimônia de casamento em 2005, junto com outros 60 cristãos.

Leia mais...

Após ataques do Estado Islâmico, pastor diz que há uma “multidão conhecendo e se entregando a Cristo”

O número de ataques do Estado Islâmico aos cristãos no mundo cresceu assustadoramente nos últimos anos, iniciando uma verdadeira guerra ao terror envolvendo várias nações do mundo. Apesar da perseguição religiosa ser uma tentativa de barrar o crescimento do Cristianismo, no entanto, muitos líderes de igrejas que foram alvos desses ataques afirmam que houve um aumento de conversões ao evangelho de Jesus Cristo.

O efeito que os ataques do Estado Islâmico está produzindo contraria às expectativas dos terroristas islâmicos. Exemplo disso é o que está acontecendo nas igrejas do Cairo e na cidade de Tanta, no Egito, um ano após a onda de ataques que vitimou 45 pessoas e deixou 126 feridas na comunidade de São Jorge e São Marcos.

“A boa notícia é que nunca tememos bombas ou morte. Enquanto estivermos comprometidos com Jesus, toda vez que bombardearem a igreja, continuaremos vendo o número de conversões dobrar”, disse o reverendo Dr. Andrea Zaki Stephanous, segundo informações do God Reports.

Leia mais...

Programa “Tá no Ar” da Rede Globo ridiculariza a fé cristã e evangélicos mais uma vez 

Você já deve estar acostumado com a maneira como a Rede Globo trata os valores cristãos, especialmente pessoas de confissão evangélica. Apesar de não ser a primeira vez que o grupo globo ridiculariza a fé cristã, a frequência dos ataques vêm chamando atenção do público e provocando uma onda de rejeição à emissora.

Dessa vez as cenas de escárnio da fé cristã foram produzidas no programa “Tá no Ar”. Essa não é a primeira vez. Logo na estreia da temporada, dia 23, o programa apresentou o quadro “Walking Back”, uma paródia da série “The Walking Dead”. Eles associaram a figura de zumbis aos conservadores, insinuando que os valores considerados “atrasados” devem ser enterrados.

Leia mais...

Estudantes cristãos são atacados com facões por negarem se converter ao islamismo 

Em nome da fé em Jesus Cristo, alunos da escola de ensino médio Jamhuri High School, em Nairobi, no Quênia, foram brutalmente agredidos por negarem a se converter ao Islamismo

O caso repercutiu no continente africano e as autoridades suspeitam que o ataque foi motivado pelo grupo al-Shabaab, originário da Somália, considerado um dos mais violentos do mundo.

Os fatos foram publicados pelo portal Morning Star News e relatados por uma testemunha que não quis se identificar. Ela contou que na escola, onde estudam cristãos e muçulmanos, os seguidores do islã estavam incomodados por dividirem o mesmo espaço e queriam que os cristãos passassem por um ritual de “purificação muçulmana” no dia 23 de janeiro, iniciando assim os conflitos.

Leia mais...

Evangelista Nick Vujicic critica a Teologia da Prosperidade: “É momento de voltarmos para o básico” 

Nick Vujicic é conhecido no mundo inteiro. Seus inúmeros vídeos, onde aparece realizando tarefas inimagináveis para quem nasceu praticamente sem os dois braços e as duas pernas, chamam atenção pela forma como esse “grande pequeno homem” encara às suas limitações físicas.

Porém, uma coisa explica a forma como Nick Vujicic lida com essas dificuldades. É a sua enorme fé em Jesus Cristo. Enquanto alguns o conhecem como “palestrante motivacional”, outros sabem que Vujicic, na verdade, é um evangelista e missionário comprometido com a pregação do evangelho cristão.

Em uma pregação no último domingo (28) na Igreja Shepherd’s Grove, na Califórnia (EUA), Vujicic falou sobre como a Teologia da Prosperidade têm prejudicado as regiões menos desenvolvidas do mundo: “O evangelho da prosperidade invalidou dois continentes como nós falamos, África e América Latina”, disse ele ao The Christian Post, se referindo ao conteúdo dessa corrente teológica.

Leia mais...

Muçulmanos radicais invadem e destroem igreja no Egito por conta de boato sobre reforma 

Um grupo de extremistas muçulmanos realizou um ataque a uma igreja cristã copta na região de Gizé, a aproximadamente 100 quilômetros da cidade do Cairo, capital do Egito, e destruiu o interior do templo.

O incidente foi registrado às vésperas da celebração do Natal -comemorado pelos coptas no começo de janeiro- e teria sido motivado pelo inconformismo dos muçulmanos com uma suposta reforma que faria a instalação de um sino no templo.

O ataque reuniu aproximadamente uma centena de adeptos do islamismo e deixou três cristãos feridos em estado grave.

Leia mais...

Às vésperas do Natal, muçulmanos executam mais de 100 cristãos na Nigéria 

A Nigéria é um país em guerra civil não declarada. A nação africana possui uma divisão populacional em que metade é cristã, e metade é muçulmana. E os fiéis extremistas da última, impulsionados por grupos como o Boko Haram (aliado do Estado Islâmico), têm massacrado os seguidores de Jesus Cristo.

O caso mais recente foi protagonizado por muçulmanos da etnia fulani, que fica no nordeste da Nigéria. Aliados aos extremistas do Boko Haram, os seguidores de Maomé nessa tribo executaram 100 cristãos do estado de Adamawa.

O conflito começou após uma mulher cristã grávida da região de Numan ter sido estuprada e assassinada em sua fazenda pelos fulani, que também mataram seu marido e irmão quando estes tentaram intervir na situação.

Leia mais...

Perseguição religiosa: aluno e professor são afastados de aulas por distribuírem versículos a colegas 

A perseguição religiosa aos cristãos não acontece apenas em países dominados pelo radicalismo islâmico, mas também em outros lugares através de métodos diferentes. Foi o que aconteceu, por exemplo, em uma escola americana alguns dias atrás, quando um aluno de apenas 7 anos foi denunciado a polícia local por compartilhar passagens bíblicas com seus colegas de sala.

O pai do garoto, Jaime Zavala, tinha o costume de colocar na lancheira do filho versos bíblicos e algumas palavras de motivação para ele ler e compartilhar durante a hora do recreio com seus colegas. As crianças então começaram a pedir cópias e explicação das mensagens, aumentando o número de interessados na leitura dos versos bíblicos.

Leia mais...

Mais de 90 mil cristãos foram mortos em 2016 por seguirem a Jesus Cristo, aponta estudo 

A perseguição religiosa a cristãos ao redor do mundo continua intensa, e segundo um levantamento divulgado nesta semana, o número de fiéis mortos por seguires a Jesus Cristo somou 90 mil ao longo de 2016.

Esse número, assustador, em primeira análise pode parecer inferior ao de 2015, quando 105 mil cristãos foram assassinados por causa de sua fé. Mas o estudo que estima que houve uma morte de cristão a cada seis minutos em 2016 em decorrência de perseguição religiosa não pôde computar os dados da China e Índia, lugares onde há grande intolerância aos fiéis em Cristo.

Leia mais...

Governo ordena a destruição de 25 igrejas e cristãos alegam perseguição religiosa 

igreja perseguidaOs cristãos da República do Sudão, um país africano que fica ao norte do Egito, estão vivendo um dilema político que envolve perseguição religiosa ao Cristianismo no país. Isso, porque, alegando que foram construídas em terreno destinado a “outras finalidades”, o governo ordenou a destruição de 25 igrejas, mas os cristãos se recusam abandonar os templos.

As igrejas ficam localizadas na área de Cartum, e em 13 de junho de 2016, uma instituição do governo responsável pela proteção de terras, meio ambiente e áreas de proteção do governo, revelou que 25 igrejas cristãs foram marcadas para demolição.

 

 

 

Leia mais...

Muçulmanos invadem igreja e estupram 15 fiéis em retaliação a trabalho evangelístico 

Uma igreja foi invadida por uma multidão de extremistas muçulmanos, que estupraram 15 mulheres cristãs dentro do templo, durante um culto. O ato foi um gesto de retaliação ao pastor da congregação, que tem evangelizado seguidores do islamismo, levando-os a se converterem ao Evangelho.

O portal Morning Star News informou que duas semanas depois do ataque à Igreja Katira no distrito de Budaka, em 15 de janeiro, o pastor Moses Mutasa e outros oito cristãos ainda estão desaparecidos.

Os radicais islâmicos, que atacaram a congregação de 500 membros durante uma reunião de oração à noite com pedras e paus culparam o pastor por levar as pessoas a Jesus Cristo. “Retirem o pastor que está convertendo nossos muçulmanos para o Cristianismo”, gritaram os extremistas, de acordo com uma das testemunhas.

Leia mais...

Perseguição implacável: Boko Haram já destruiu mais de 900 igrejas no norte da Nigéria 

A situação dos cristãos na Nigéria se complica a cada dia, com a ação do grupo extremista Boko Haram, que prega a extinção do Cristianismo no país e o completo rompimento com a cultura ocidental. No mais recente relatório sobre a calamidade promovida pelos muçulmanos foi revelado que mais de 900 igrejas foram destruídas nos ataques.

O grupo radical atua no norte da Nigéria, e de acordo com a Associação Cristã da Nigéria (CAN, na legenda em inglês), a matança de cristãos vem acontecendo de forma consistente e impune nas regiões de Kaduna, Plateau, Benue e Taraba.

A perseguição organizada sob a bandeira do Boko Haram começou em 2009, e segundo o jornal Daily Post, o governo nigeriano está sendo pressionado pela CAN para que forneça segurança aos cristãos da região. O pedido foi reiterado pela entidade International Christian Concern.

Leia mais...

Cristão é crucificado pelo Estado Islâmico: “Se ama tanto a Jesus, morrerá como Ele” 

Os extremistas do Estado Islâmico perseguem, capturam e matam cristãos nas áreas em que estão controlando, e um exilado relatou a crueldade do grupo à organização World Watch Monitor.

O cristão iraquiano Esam, da região de Qaraqosh, dominada pelos extremistas, contou que seu cunhado foi crucificado “da mesma forma que Jesus”, na presença de sua esposa e filhos, que foram obrigados a assistir a execução.

Esam fugiu da região com sua esposa e três filhos, mas vários parentes não tiveram a mesma sorte. Qaraqosh é uma área predominantemente cristã e passou a ser controlada pelo Estado Islâmico em 2014.

Leia mais...

Cristãos enviam Bíblias e folhetos à Coreia do Norte através de balões

 

Eles enviam Bíblias à Coreia do Norte através de balões

 

Na Coreia do Sul, existem cerca de 50 “guerreiros baloeiros”, pessoas que enviam todo tipo de informação por sobre a fronteira para que os cidadãos da Coreia do Norte possam saber que existe outro tipo de vida. No país mais isolado do mundo não há internet livre e a mídia é totalmente controlada pelo governo.

Leia mais...

Cristã dá à luz e marido muçulmano ameaça separá-la do filho se não negar a Jesus 

Uma cristã que sofre com a perseguição religiosa em seu país, Argélia, passou a enfrentar também a intolerância do marido, que ameaça separá-la de seu filho se ela não negar a Jesus e passar a praticar o islamismo.

O caso foi registrado à época do Ramadã, em junho, período considerado sagrado pelos muçulmanos, e exposto pela Missão Portas Abertas. A cristã, chamada pelo nome fictício de Cherifa, por razões de segurança, é casada com um muçulmano, com quem teve um filho após um longo período de espera.

Leia mais...

Espião do Estado Islâmico se infiltra em igreja para matar cristão, mas termina aceitando a Jesus 

Um agente terrorista do Estado Islâmico foi incumbido de uma missão, e para isso, precisava se infiltrar como espião em uma igreja evangélica na Turquia. No entanto, ele não imaginava que sua vida seria mudada completamente ao conhecer o Evangelho na prática.

Mohammed (nome fictício) chegou a uma igreja frequentada pela pessoa que ele deveria assassinar, pois era um sobrevivente de um ataque feito anos antes pelos extremistas muçulmanos.

Leia mais...

Menino entrega vida a Jesus e é queimado vivo pelo pai muçulmano  

A decisão de uma criança em entregar sua vida a Jesus Cristo custou caro a ele, e quase o matou, devido à intolerância de seu pai, muçulmano.

O caso foi registrado na região de Kakira Parish, em Kamuli, Uganda. O menino Nassif Malagara descobriu o Evangelho após ser levado por um vizinho a um culto em uma aldeia vizinha, e lá decidiu entregar sua vida a Jesus Cristo.

Leia mais...

Combate ao terrorismo no Afeganistão poderá forçar igrejas locais a existirem apenas nos subterrâneos 

Uma ação militar recente dos Estados Unidos realizada através de drones causou a morte de um líder talibã afegão, e a revolta dos extremistas islâmicos contra a intervenção externa poderá resultar em um grave aumento da perseguição religiosa a cristãos no país.

A morte do líder talibã mulá Akhtar Mohammad Mansur foi confirmada pelo porta-voz do Diretório de Segurança Nacional (NDS, na sigla em inglês) à agência de notícias EFE: “O líder morreu em um ataque aéreo na região de Dalbandin, no Baluchistão, no Paquistão”.

Leia mais...

Casal de líderes cristãos é enterrado vivo por protestar contra demolição de igreja na China

 

A perseguição ao cristianismo na China atingiu um novo patamar na última semana com o sepultamento de líderes cristãos, ainda vivos, que protestaram contra o fechamento e demolição de igrejas.

A ação bárbara foi ordenada pelo Partido Comunista e o casal de pastores foi enterrado vivo em uma vala na província de Henan.

Segundo informações do Christian Post, a entidade China Aid noticiou o fato na última segunda-feira, 18 de abril, e que o homem havia conseguido escapar, mas sua esposa não teve forças para sair e terminou morrendo.

Leia mais...

Mesmo sob perseguição e guerra, pastor se recusa a deixar a Síria: “Deus está estendendo as mãos” 

 Mesmo sofrendo com a perseguição religiosa do Estado Islâmico, e o estado de caos em que a Síria está mergulhada por conta da guerra civil contra o regime do presidente Bashar al-Assad, um pastor evangélico se recusa a deixar o país por entender que é preciso resistir.

O reverendo Harout (foto), um pastor armênio que lidera uma igreja na Síria, visitou os Estados Unidos para participar do Café da Manhã no Dia Nacional de Oração, que reuniu diversas lideranças cristãs e políticas do país, incluindo o presidente Barack Obama.

Leia mais...

Famílias de evangélicos são perseguidas por católicos no México e têm suas casas incendiadas 

Mais um grupo de famílias se tornou alvo de perseguição religiosa no México. Dez mulheres e 14 crianças, além de nove homens, foram expulsos do vilarejo de Leyva Velásquez, na cidade de Las Margaritas.

A perseguição religiosa no interior do país é perpetrada por católicos fundamentalistas. Nesse incidente recente, as casas das famílias expulsas foram queimadas.

Não bastasse essa tragédia, as famílias voltaram a ser afligidas na última terça-feira, quando a população os expulsou do auditório municipal, onde haviam sido alojados temporariamente pelas autoridades.

A fúria dos católicos se deu pela recusa das famílias em abandonar a fé evangélica e se converter à tradição romana, segundo informações do site Zocalo.

Leia mais...

“O Natal do Charlie Brown”: escolas proíbem alunos de mencionar Jesus em peça e pais protestam 

A censura à Bíblia Sagrada e aos princípios do Evangelho nos Estados Unidos beira o ridículo. Uma autoridade da área de educação proibiu qualquer menção religiosa nas atividades de Natal, mas sua decisão se tornou alvo de protestos.

Thomas Salyer, superintendente de educação do condado de Johnson, no estado de Kentucky, ignorou a origem do feriado de Natal celebrado no ocidente, e determinou que qualquer menção a Jesus deveria ser evitada.

Leia mais...

Estado Islâmico reitera ameaça de perseguição global a cristãos: “Não economizaremos seu sangue” 

Os líderes do grupo fundamentalista Estado Islâmico reiteraram a ameaça de perseguição mundial aos cristãos com um novo vídeo, divulgado no final da última semana.

Os terroristas – que agora são alvo de uma aliança internacional efetiva – publicaram o vídeo, com pouco mais de quatro minutos, intitulado “Mensagem ao Povo da Cruz”, com promessas de pôr em prática o extermínio dos seguidores de Jesus Cristo.

Leia mais...

Em novo vídeo de execução, Estado Islâmico diz que “não há segurança ou abrigo” para os cristãos

 

Com apenas 35 anos ele fala 11 línguas - seus truques para aprender qualquer idiomaBabbel

Um novo vídeo de execução bárbara e covarde de um refém divulgado pelo Estado Islâmico trouxe novas ameaças aos cristãos por parte do grupo extremista muçulmano.

O mascarado que executa sua vítima em um local que se supõe que seja a Líbia diz, no vídeo, que aquela morte é uma retaliação em defesa dos “irmãos muçulmanos que eram perseguidos no Sudão do Sul”. No discurso, ele diz que os cristãos não terão paz: “Cristãos do Sudão do Sul, saibam que da mesma forma que vocês matam, também serão mortos e enquanto vocês desalojam nossos irmãos, vamos fazer o mesmo com vocês […] Não há segurança ou abrigo para vocês”.

Leia mais...

 Terroristas palestinos publicam vídeos com orientações sobre “como esfaquear judeus” 

A mais nova intifada palestina contra judeus em Israel vem acontecendo de maneira silenciosa, com ataques solitários, geralmente usando armas brancas. No entanto, a forma como esses ataques são organizados – e incentivados – é que chama a atenção: através das redes sociais.

Os terroristas palestinos vêm divulgando vídeos e outros materiais com instruções claras e específicas sobre “como esfaquear um judeu”, segundo informações do Christian Today.

Leia mais...