Bispo diz ao papa que crescimento dos evangélicos no Brasil é resultado de erros católicos 

O tom de autocrítica marcou o discurso de dom Wilmar Santin no Sínodo da Amazônia. O bispo católico atua na região de Itaituba (PA), na fronteira com os estados de Mato Grosso e do Amazonas, e disse que o crescimento dos evangélicos no Brasil é consequência dos erros da própria Igreja Católica.

Dom Wilmar Santin afirmou que a ausência católica na região amazônica tornaram a região um campo fértil para missões evangélicas, e que a ação pastoral da Igreja Católica deve mudar numa tentativa de reverter a situação.

“Percebo duas falhas nossas: não estamos conseguindo chegar a tempo em todos os lugares onde o povo está, porque tudo está muito centralizado na figura do padre”, disse o bispo numa das entrevistas coletivas diárias que são realizadas no período do Sínodo.

De acordo com informações da agência Folhapress, os católicos precisam alterar a forma de organização da Igreja, para torná-la menos morosa: Precisamos mudar um pouco a estrutura para que a igreja seja mais ágil, que vá mais para frente, não seja tão lenta nas decisões e não dependa só dos padres. Temos que mudar não para competir com os outros, mas para que a nossa missão seja cumprida com maior eficiência”, argumentou Santin.

Leia mais...

 Comentando o Breve Catecismo de Westminster


PERGUNTA 25. Como exerce Cristo as funções de sacerdote?

Resposta: Cristo exerce as funções de sacerdote, oferecendo-se a si mesmo uma vez em sacrifício, para satisfazer a justiça divina, reconciliar-nos com Deus e fazendo contínua intercessão por nós. Ref. Hb 9.28; Rm 3.24-26; 10.4; Hb 2.17; 7.25; Is 53.12.

Nosso Comentário: No judaísmo antigo encontramos uma categoria de pessoas que foi constituída por Deus como sacerdotes – os levitas da casa de Arão. Eles eram encarregados de oferecer os sacrifícios no santuário, intercedendo pelo povo de Deus. Com a Nova Aliança, o sacerdócio arônico caducou, e em seu lugar foi instituído outro sacerdócio, melhor e mais duradouro, que é o sacerdócio de Cristo, da ordem de Melquisedeque.  Na carta aos Hebreus nos é dito que essa profecia (Sl 110.4)

Leia mais...

Justiça decide que a Bíblia é “incompatível com a dignidade humana” em causas trans 

Uma decisão judicial no Reino Unido deixou a comunidade cristã perplexa, após um Tribunal do Trabalho decidir que a Bíblia Sagrada é “incompatível com a dignidade humana” em um processo envolvendo a demissão de um médico que recusou em utilizar pronomes femininos para se referir a uma pessoa transgênero.

O médico David Mackereth, de 56 anos, sendo 30 deles de experiência profissional, disse que não trataria transgêneros como se fossem do sexo oposto ao de nascimento biológico, o que resultou em sua demissão.

Questionado sobre os motivos da sua posição, ele disse que além de não haver amparo científico em tal questão, “se apega aos princípios da Grande Reforma do século XVI, incluindo um compromisso com a supremacia da Bíblia como a infalível e inerrante palavra de Deus como sua autoridade final em todos os assuntos de fé e prática”.

Leia mais...

Não é preciso ser um teólogo para reconhecer que a quantidade de pessoas realmente preparadas para ministrar em nome de Cristo está longe de ser a ideal.

Líderes cheios de boas intenções, mas vazios do que realmente pode fazer a diferença em seus ministérios: a graça capacitadora do Espírito Santo.


Em Coração em chamas pelo Espírito, o autor, Wesley L. Duewel, chama a atenção do leitor para essa verdade.

Com profunda sensibilidade e humildade, ele apresenta as qualidades de um ministério transformador.

Sua abordagem é simples e "pé no chão" e reflete de maneira clara a mente de alguém que tem procurado viver aos pés de Cristo.


Leitura obrigatória para todo líder cristão, seja ele pastor, líder leigo, professor da Bíblia ou de escola dominical, líder de jovens ou missionários.


Sobre o autor:

Wesley L. Duewel, (1916 - 2014), D.Ed. University of Cincinnati, é ex-presidente da OMS International e por 25 anos serviu como missionário na Índia. Tendo ocupado numerosos cargos em entidades evangélicas relacionadas a missões, o Dr. Duewel foi um destacado estadista missionário.

Pastor batista que usava site de adultério e teve nome expostopor hackers comete suicídio 

Um pastor que havia se cadastrado no site de adultério Ashley Madison e que foi exposto pela ação de hackers não suportou a pressão do caso e cometeu suicídio.

John Gibson, 56, pastor da Primeira Igreja Batista do Sul em Pearlington, Mississippi (EUA) e professor na faculdade do Seminário Teológico Batista Leavell de Nova Orleans, tirou a própria vida no dia 24 de agosto, uma semana após ter seu nome revelado, junto a centenas de outros pastores.

A família revelou o caso somente essa semana, de acordo com informações do NY Daily News. A esposa de Gisbon, Christi, encontrou o corpo do marido em casa, com um bilhete de despedida.

“Ele falou sobre a depressão. Ele falou sobre ter seu nome lá, e ele disse apenas que estava muito, muito triste. O que sabemos sobre ele é que ele dedicou sua vida para outras pessoas, e ele ofereceu graça e misericórdia e perdão para todos os outros, mas de alguma forma ele não poderia estender isso para si mesmo”, afirmou a viúva.

Leia mais...